sábado, 11 de outubro de 2014

Diferença entre votar Nulo e em Branco nas Eleições

voto em branco nulo eleicoes 2014 Voto em Branco ou Nulo Eleições 2014Você é jovem e vai votar pela primeira vez este ano? Tem dúvidas sobre o processo eleitoral ou é eleitor, mas somente agora se interessou em saber alguns assuntos relacionados às eleições? Já é hora de saber o valor das eleições 2014 para o exercício da cidadania, principalmente quanto ao voto e o que este significa. A seguir você saberá qual a diferença entre votar em branco e votar nulo.


Muitos eleitores tem dúvida nas suas escolhas e não sabem quem votar e preferem 
votar em branco ou nulo, mas qual a diferença? Qual dessas duas opções é a melhor no processo eleitoral?              
Existem diferenças quando se escolhe branco e nulo. O voto em branco nas eleições 2014embora muitas pessoas pensasse que a pessoa não votou em candidato nenhum, na verdade significa que a pessoa abdicou seu direito de votar. Outras pessoas veem o voto em brancocomo forma de contestação, mas na verdade é um conformismo, também significa “tanto faz” e são acrescentados os votos para os candidatos com maior votação no último turno. Por exemplo, se existem dois candidatos X e Y e X termina o primeiro turno com 52% dos votos e o candidato Y com 35% dos votos, 10% dos votos é branco e 3% nulo, isso significa que 3% dos eleitores não querem que o candidato X e nem Y no poder e o que vender estará bom. Então, desta forma o candidato X tem 62% de aceitação do eleitorado.
Agora para quem deseja fazer um protesto na hora da eleição 2014, a forma mais certa de fazer isso é o voto nulo, pois esse significa que o eleitor não está satisfeito com a proposta de nenhum candidato e se recusa a votar em um ou outro candidato. Esse tipo de voto é mais efetivo para quem quer exercer sua democracia, pois este permite que o eleitor manifeste a sua insatisfação e é uma forma válida de manifestar sua insatisfação. Mas, ninguém fala em como votar nulo nas instruções, somente como votar em branco. Por que será que isso não é feito? Para fazer isso, é necessário digitar um numero inexistente de candidato e na sequência aperta-se em confirmar (o botão verde da urna). Quando o eleitor coloca o voto em branco o sistema da urna informa que “você está votando em branco” e então o eleito confirma ou corrige, mas quando o eleitor coloca um número existente, o sistema da urna responde de forma negativa e o sistema responde ”número incorreto, corrija seu voto”, isto muitas vezes faz o eleitor se desencorajar ao nulo, mas este é um direito de democracia que os eleitores têm. Este voto é o único válido que pode inclusive anular uma eleição inteira, pois se nenhum candidato conseguir a maioria dos votos (mais de 50%) no último turno, as eleições têm que ser cancelada, por isso não se fala em voto nulo, somente em branco. Por isso, se está descontente? Vote nulo nas eleições 2014, pois este é seu direito. Mas o melhor a se fazer é pesquisar os candidatos e tentar escolher o melhor.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Ebola é maldição divina, dizem líderes africanos

e-bolaEnquanto as nações ocidentais tentam proteger seus cidadãos do crescente surto de Ebola, na África Ocidental alguns líderes cristãos começaram a falar do vírus como uma maldição de Deus.
Na sexta-feira (08 de agosto), a Organização Mundial de Saúde declarou que a crise Ebola assola a região e já é considerada uma emergência de saúde internacional. No mesmo dia, a Nigéria tornou-se o mais recente país da África Ocidental a declarar que a crise é uma emergência nacional, um dia depois da Espanha tirar um padre e uma freira da Libéria para Madrid.


No sábado (09 de agosto), uma freira morreu de Ebola em Monróvia, capital da Libéria, noticiou a AP. O surto começou em dezembro, na Guiné, mas não foi descoberto até março. Desde então, a doença matou mais de 1.000 pessoas na Libéria, Guiné e Serra Leoa.
“As pessoas estão tendo diferentes concepções errôneas de que se trata (a maldição) de Deus”, disse o bispo Sumoward Harris, agora aposentado da Igreja Luterana na Libéria. “Isto é, dependendo de como eles estão interpretando a Bíblia. Mas eu não acho que Deus está com raiva e está enviando a doença como um castigo. ”


Na Libéria, mais de 100 líderes cristãos reunidos no início de agosto declararam que Deus estava com raiva e  o vírus Ebola seria uma praga enviada. Eles pediram orações para buscar o perdão de Deus pelos pecados, incluindo a corrupção e atos imorais como a homossexualidade.


Da Libéria Wilmot Kotati Bobbroh, chefe da Água Viva Igreja Pentecostal, mais tarde descreveu o surto como uma maldição nacional trazida por Deus para forçar o arrependimento. Bobbroh disse que cloro e sabão não estavam funcionando, mas só a misericórdia de Deus poderia salvar as pessoas.


Em Serra Leoa, uma visão semelhante está ganhando credibilidade, de acordo com Ebun James-Dekam, secretária-geral do Conselho de Igrejas em Serra Leoa. “Ele (o vírus) tem algumas semelhanças com o que aconteceu quando a epidemia de HIV / AIDS ocorreu pela primeira vez”, disse James-Dekam.


Inicialmente os infectados com o Ebola em Serra Leoa contava com o tratamento dos curandeiros tradicionais, mas este mostrou-se ineficaz, disse ela. “Praticamente todas as igrejas agora estão contando com ajuda de profissional médico para o tratamento”, acrescentou.


Harris disse que o vírus se espalhou rapidamente porque pouco se sabia sobre o assunto e que o governo não tinha dado parecer. “As pessoas começaram a levar os familiares para casas de oração, enquanto outros estavam administrando o tratamento com ervas”, disse Harris.

Fonte:http://www.libertai.com.br/ebola-e-maldicao-divida-dizem-lideres-africanos/