quarta-feira, 30 de abril de 2014

DANÇAR É CORRETO?Davi Dançou, Qual o Problema?


Muito se tem ouvido essa expressão. Pra variar, na maioria das vezes, em igrejas de orientação pentecostal. Por que isso acontece? Porque muitas vezes nessas igrejas as coisas saem do controle. As pessoas pulam, correm, gritam e aqui e ali dançam. Como estão descontroladas e quase sempre em transe, a explicação dos presentes é sempre a mesma: “pulou no espírito !”, “gritou no espírito !” e, é claro, “dançou no espírito !”.
O tema é controverso. Os fundamentalistas, que praticamente são contra tudo e todos, alegam que o templo não é lugar de dança. Que não há nenhuma orientação bíblica para se dançar, quer no templo, na sinagoga ou na própria igreja primitiva.
Os pentecostais mais tradicionais são preconceituosos em relação a coreografias, principalmente as mais modernas que envolvem ritmos contemporâneos, como rock e rap, por exemplo. Como sempre, extremismos podem ser perigosos. Convém analisar a Escritura.
Em primeiro lugar, ‘gregos e troianos’ dançaram nas Escrituras. Tantos bons quanto maus, em determinado momento, executaram seus movimentos ritmados. Assim como Miriã e as mulheres dançaram (Êxodo 15:20), o povo rebelado dançou aos pés do Sinai, em volta do bezerro de ouro (Êxodo 32:19).
Argumentar que não há orientação para se dançar na Casa de Deus é ambíguo. Onde está a orientação bíblica para que se tenha uma Escola Bíblica Dominical?
As igrejas mais tradicionais, fundamentalistas, deveriam então eliminar de suas práticas os jograis irritantes que fazem sempre no dia das mães e os teatros infantis que entretém as crianças para que não atrapalhem o culto domingo à noite. Nada disso era feito no templo, na sinagoga ou na igreja primitiva.
Ninguém dança no Espírito. Não há uma só passagem bíblica que traga essa expressão. No Espírito se dá frutos e se exercita dons. E dançar não tem nada a ver com isso.
As questões básicas aqui são: Dançar é pecado? Quando dançar? Onde fazê-lo? Respostas, à luz da Escritura.
Pais dançam com filhas em aniversários de quinze anos. Maridos dançam com esposas em festas de casamento. O povo de Israel celebra suas festas anuais há milênios com muita dança. Jesus participava de todas elas. A Bíblia não diz em nenhum momento que ele dançou. Mas também em nenhum momento diz o contrário. Se o tivesse feito, estaria cumprindo um costume seu e de seu povo, como sempre fazia (Lucas 4:16). Radicais podem se horrorizar com a simples hipótese do Cristo dançando junto com sua família na festa das primícias. E daí?
Logo, não. Dançar não é pecado. O que é pecado é lascívia e sensualidade, como demonstrou Herodias (Mateus 14:6). Aí nesse caso a culpa não é da dança, mas sim da forma como ela é utilizada. Uma faca pode servir para salvar a vida de uma pessoa, mas também pode tirar a vida de outra. Tem ela culpa do mau uso que é feito dela. Tem culpa Jesus de tantos terem matado em seu nome?
Quando dançar?
Não existe uma regra específica. Em todos os casos listados no Antigo Testamento, a dança está relacionada, para o bem ou para o mal, com momentos de alegria, celebração. O texto em Jeremias 31:13 ilustra bem essa realidade.
Dançar na presença de Deus, nesse caso, pode ser um termo mais adequado do que ‘dançar no Espírito’.
Nos alegramos na presença de Deus. Nos sentimos felizes com suas maravilhas. Não foi o que sentiram Miriã e Davi? Alegria? Júbilo?
Onde dançar?
Aqui é o problema principal. Dançar na igreja: sim ou não?
O que nós temos na Bíblia, em seqüência é: Tabernáculo, Templo de Salomão, Sinagoga. No fechamento do Apocalipse a igreja cristã ainda não havia sido contaminada com a cultura romana do mega templo e as igrejas de reuniam em casas.
No Tabernáculo era impossível dançar, pela sua estrutura, simbolismo e função.
No Templo de Salomão não há referências. E por que não há? Porque antes do Templo as festas já vigoraram e funcionavam fora dele. E como o Templo é o sucessor legal do tabernáculo, era normal que não abrigasse as celebrações.
E hoje, dentro da igreja?
A igreja cristã não é herdeira do Templo de Salomão, mas sim das igrejas nos lares que funcionaram do primeiro ao quarto século da Era Cristã, até serem cooptadas pelo Império Romano e se corromperem. Isso, no entanto, não impedia que os judeus convertidos celebrassem suas festividades anuais. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Paulo de Tarso, o maior combatente das práticas judaizantes (como, por exemplo, a circuncisão), não deixou de ir às festas (Atos 20:16 e I Coríntios 16:8). Jesus, como já citamos anteriormente frequentava as celebrações anuais de Israel.
Quando os fundamentalistas alegam que não se dançava no Templo nem na sinagoga, e usam esse argumento contra a dança, cometem um erro crasso. Essas organizações não são parâmetros pra a igreja cristã, mas sim as igrejas familiares amplamente citadas no Novo Testamento.
Lá se dançava? Lá se alegravam? Louvavam com alegria e Júbilo?
Quem pode provar que sim ou que não?
A igreja cristã é uma grande família e as pessoas têm direito de se alegrarem na presença de Deus. A dança, como qualquer outra coisa, pode ser subvertida. Usada de uma forma inadequada. Não é o que vemos todos os dias com o dom de línguas usado de forma equivocada nas igrejas? Ou com a exploração financeira absurda do rebanho do Senhor onde se manipula textos para proveito próprio?
No meio de tudo isso, fico com o Salmo 150:4 que diz “Louvai-o com o tamborim e a dança, louvai-o com instrumentos de cordas e com órgãos.”.
É uma ação nossa. Dançamos alegres pelas maravilhas de Deus. É algo racional, não descontrolado. Sabemos por que estamos dançando. Não usamos o Espírito como desculpa para o descontrole.

Pastor Pat Robertson afirma que asteroides atingirão a Terra como cumprimento de profecias do Apocalipse: “Pode ser já na próxima semana".


O pastor Pat Robertson voltou a chamar atenção para si ao afirmar que os fatos narrados no apocalipse serão causados por asteroides, e que os impactos poderiam começar já na próxima semana.
Em seu programa The 700 Club, na TV Christian Broadcasting Network (CBN), Robertson lembrou do romance escrito por ele em 1995 que tinha como tema justamente o apocalipse.
"Eu escrevi um livro, chama-se 'O fim dos tempos', e se trata sobre um asteroide atingindo a Terra. Eu não vejo qualquer outra coisa que cumpre as palavras proféticas de Jesus Cristo que não seja um asteroide. Não há nada que possa fazer com que os mares fiquem turvos, que faça o céu a escurecer, a lua e o sol não dar sua luz, e as nações da Terra fiquem aterrorizadas se perguntando 'o que está acontecendo? '", afirmou o pastor.
Segundo o pastor, embora a gravidade do planeta Júpiter atraia a maioria dos asteroides, afastando-os da Terra, é possível que em algum momento, uma grande rocha venha em direção ao nosso planeta: "Qualquer dia destes… Pow!", disse Robertson.

segunda-feira, 28 de abril de 2014

O PERIGO DO FACEBOOK E REDES SOCIAIS

As Redes sociais:
Redes sociais e mais redes sociais vão surgindo nesse mundão a fora,más, afinal de contas o que é uma rede social, de inicio vem a mente uma sociabilização,ou por assim dizer um "ser social", mais não é nessas paragens que se vai uma verdadeira rede social em computadores, estive pesquisando sobre rede social na internet ,e ai sim o leque se abriu, então, logo abaixo para que você possa entender e se familiarizar mais vai ai a referencia de minha pesquisa como educador,feito na Wikipédia uma enciclopédia livre na net:
                   Rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que partilham valores e objetivos comuns. Uma das características fundamentais na definição das redes é a sua abertura e porosidade, possibilitando relacionamentos horizontais e não hierárquicos entre os participantes. "Redes não são, portanto, apenas uma outra forma de estrutura, mas quase uma não estrutura, no sentido de que parte de sua força está na habilidade de se fazer e desfazer rapidamente."1lMuito embora um dos princípios da rede seja sua abertura e porosidade, por ser uma ligação social, a conexão fundamental entre as pessoas se dá através da identidade. "Os limites das redes não são limites de separação, mas limites de identidade. (...) Não é um limite físico, mas um limite de expectativas, de confiança e lealdade, o qual é permanentemente mantido e renegociado pela rede de comunicações."2
                                          As redes sociais online podem operar em diferentes níveis, como, por exemplo, redes de relacionamentos (Facebook,Google+SkypeOrkutMySpaceInstagramTwitterBadooStayfilm), redes profissionais (LinkedInRede Trabalhar), redes comunitárias (redes sociais em bairros ou cidades), redes políticas, dentre outras, e permitem analisar a forma como as organizações desenvolvem a sua atividade, como os indivíduos alcançam os seus objectivos ou medir o capital social – o valor que os indivíduos obtêm da rede social.
Como usuário de rede sociais e cristão sincero:
Ultimamente algo vem me chamado atenção  quanto a esse assunto e mais especificamente em relação facebook que tem sido a ferramenta mais usada nessa era.Sou líder de Igreja ,e com certeza entendo que todo líder é um formador de opinião,venho aqui externar o meu cuidado quanto a manutenção de nossa integridade como igreja do Senhor Jesus,portanto, devemos proteger nossa casa, família,organização e principalmente nossa vida espiritual.Observo que essas ferramentas tomam um grande tempo em nossa trajetória aqui na terra  e como diz o ditado tempo é ouro ,também o mandamento da Palavra diz: Remi o tempo pois os dias são maus,fiquei perplexo com esses últimos acontecimentos na mídia via internet  e repasso algumas informações sabendo que com certeza nos ajudarão em nossas decisões:
O Brasil tem a maior taxa de crescimento no Facebook, com uma média de 10% a mais de novos usuários ao mês. Isso seria algo em torno de 20 milhões de pessoas que entram na rede social mais popular do planeta a cada 30 dias.
Além do sucesso no Brasil, o Facebook já é um fenômeno mundial e, como quase qualquer tipo de moda, tem os seus problemas...
Por exemplo, o que dizer em caso de uma criança querer abrir sua própria conta no Facebook? Qual é a idade mínima recomendada? Adolescentes e crianças devem ser tratados igualmente?
Enfim, são muitas perguntas e o OnSoftware selecionou oito razões para mostrar a você que o Facebook não é adequado para crianças. Confira:

Quais os riscos do Facebook já que ele é um sistema de gerenciamento?



CUIDADO COM OS SEUS PERFIS :

Há um grande perigo com relação a seus dados em perfis ,muitos deles são rastreados por ladrões e falsificadores, portanto,todo cuidado é pouco, se possível reserve um tempo faça uma faxina em dados pessoais que dão margem e vida pessoal como endereço completo etc..



A minha oração e meu sincero pedido a igreja do Senhor é que vivam em seu tempo mais que esse tempo não acabe matando ou prejudicando nossa vida pessoal como cristão que somos e que não possamos nos perder no emaranhado das ilusões desse mundo pervertido e cheio de sutilezas, e que o Senhor nos ajude e proteja nessa tarefa aqui na terra:de ser sal e luz em meio as trevas.
Por:Pr.Francisco S.Campos.


sábado, 12 de abril de 2014

1º CONGRESSO NACIONAL DE LOUVOR E ADORAÇÃO EM PE

Atenção Pessoal do Nordeste e Região!
Nesse Próximo mês de maio está programado para Acontecer o 1 º Congresso Nacional de louvor e Adoração los PE.Segue abaixo Informações detalhadas:
Cantores presentes :. Nani Azevedo, Pr . Antônio Cirilo e Pr David Quilan
Loca l: Clube das Águias
Bairro : Boa Viagem | Cidade: Recife | PE
Inscrições ANTECIPADAS: R $ 80 
NO DIA DO EVENTO: 120 REAIS
Informations: (81) 3468.0155 | (81) 9526.3335 | (81) 9696.0853
Inscrições NAS Lojas Luz e Vida.

terça-feira, 1 de abril de 2014

General brasileiro pode se candidatar à Presidência da República

Ele foi o primeiro comandante dos mais de 6 mil militares de diferentes países que integraram o contingente inicial da Minustah (Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti), esteve à frente de 25 mil homens do Exército como Comandante Militar da Amazônia — quando entrou em polêmica com o próprio então presidente da República, Lula, a respeito da política indigenista brasileira — e tem currículo profissional que os colegas consideram “impecável”.
Ainda no Comando Militar da Amazônia, o general reclamou diante de emissoras de TV, sem colocar panos quentes, da precariedade dos armamentos e equipamentos do Exército, lembrando que, em sua área, a maioria dos soldados ainda utiliza “fuzis fabricados em 1941″.
Como ninguém é perfeito, o general Augusto Heleno Ribeiro Pereira já defendeu, em público, de forma enviezada mas clara, o golpe militar de 1964.
Com discurso fácil — sua experiência como comentarista de assuntos de segurança da Rede Bandeirantes de TV certamente ajudou –, opiniões fortes e um discurso que, desde que foi para a reserva, em 2011, se contrapõe a muitos aspectos do lulopetismo, esse curitibano de 66 anos vem sendo pressionado por colegas e também admiradores civis para candidatar-se à Presidência.
Não se sabe qual será sua decisão — que, em qualquer caso, acabará resultando em uma candidatura por um partido nanico, com pouco tempo de propaganda eleitoral na TV, pouca estrutura, poucos apoios de políticos e, em consequência, pouco dinheiro.
De todo modo, faltam poucos dias para saber-se o rumo que o general Augusto Heleno tomará na política, se tomar: militares (e integrantes do Judiciário) interessados em candidatar-se às eleições de outubro precisam filiar-se a algum partido político até, no máximo, o dia 5 de abril próximo. (Fonte: Veja) holofote.net