sexta-feira, 27 de maio de 2016

NOTA DE REPÚDIO À VIOLÊNCIA

Faze uma cadeia, porque a terra está cheia de crimes de sangue, e a cidade está cheia de violência. Ez 7:23

NOTA DE REPÚDIO
A IGREJA APOSTÓLICA RHEMA , vem,através dessa nota pública repudiar toda e qualquer forma de violência seja unitária ou em grupo com respeito a qualquer pessoa humana,pois, consideramos o ser humano a imagem e semelhança de Deus , portanto,a notícia que vincula do estupro coletivo da adolescente da zona oeste do Rio de Janeiro é uma afronta a Deus e a sociedade num todo consistindo um ato brutal desumano,maligno e inconcebível. Pr.Francisco Santos. 

quarta-feira, 20 de abril de 2016

O QUE O SENHOR PEDE DE NÓS


Texto Miqueias 6:8
Que ames a justiça, pratiques  a misericórdia e ande humildemente com nosso Deus.
Somos devedores tanto a judeus como a gregos,como líderes de igrejas temos que sempre focar na humildade,nunca tratar as pessoas com altivez,pois ,as vezes Deus usa pessoas simples e pessoas pobres ou ricas para nos abençoar , nunca podemos nos esquecer que foi o senhor e sua graça que fez e faz todas as coisas,para que não sejamos pegos em falta e repreendidos pelo Senhor ,ou quebrados e amassados na mão do oleiro.Temos que ser simples,humanos e humildes ,mesmo que nossas igrejas cresçam e se desenvolvam,devemos atender a todos de igual modo e sermos amigos sempre,afáveis e comunicáveis como foi e é nosso bom Senhor a ponto de lavar os pés dos discípulos.
Pr.Francisco Siqueira.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

ESPÍRITOS FAMILIARES,O QUE SÃO?

Os Espíritos Familiares causam vertigem (Is 19:3) e sono (Is 29:10); induzem ao erro (Is 29:24) ou ao caminho do erro (Is 30:1); levam à ganância (Is 33:11) e causam confusão para ouvir coisas (Is 37:7). Os espíritos familiares são citados na Bíblia (Is 8:19; 19.3), muitas vezes. Mas, como eles operam? Eles não são hereditários, mas operam desde as potestades do ar e acompanham a história de uma família por milhares de anos; pois detém os seus históricos e por meio dessas informações eles confundem os incautos. Basicamente, eles: (1) Repetem as circunstâncias que os pais de família viveram; assim como Abraão mentiu sobre a sua esposa, Isaque também mentiu (Gn 26). (2) Cobram juramentos e palavras que ficaram expostas no mundo espiritual e que aparentemente não foram cobradas. Por exemplo, os irmãos de José disseram que se a taça de José fosse achada com um de seus irmãos, seriam escravos de Faraó; não somente eles, mas eles e os seus filhos. Centenas de anos depois, os filhos de Israel se tornaram escravos de Faraó. (3) Eles operam a morte tomando como base legal as palavras negativas ditas, assim como Jacó falou com Labão, a respeito de quem estivesse com o seu ídolo arameu, pois, segundo o mesmo, tal pessoa morreria. Então, na ocasião do nascimento de Benjamin, filho de sua mulher amada, Raquel morreu segundo a palavra de seu esposo. (4) Eles executam maldições invocadas sobre uma pessoa, por alguma causa, como aconteceu com Rebeca, quando incitou o seu filho a mentir a respeito de si mesmo diante do seu pai, quando não se importou se as maldições pela culpa de seus atos caíssem sobre si mesma. (5) Eles atuam na ilegalidade. Sabemos que os porqueiros de Gadara criavam porcos ilegalmente. Os demônios atuavam ali, porque tinham liberdade para operar; tal liberdade foi dada pelos seus moradores. Jesus tratou diretamente na fonte da ilegalidade daquela cidade, os porcos; mas os habitantes da cidade preferiram os portos a Cristo. (6) Eles atuam pela idolatria, como foi o caso de Raquel e de Mical. Quando Davi fugia para escapar do decreto de morte de Saul, Mical colocou um ídolo do mesmo porte físico de Davi na sua cama, em lugar de Davi, e o cobriu, para despistar os soldados que seu pai enviara para prender a Davi. Isso quer dizer que aquele ídolo estava ali no seu quarto, por traz de quem os demônios atuavam dentro de sua família, para destruir o seu relacionamento, que jamais deu certo. Objetos, situações, fotos, vídeos, revistas pornográficas e coisas semelhantes, são pontos de contatos para que os espíritos familiares permaneçam na cadeia familiar por centenas de anos. (7) Eles procuram brechas de qualquer espécie de libertinagem, de relatividade ou de imoralidade, assim como as filhas de Ló, que depois de serem livres da morte em Sodoma, ainda levaram sobre si os espíritos familiares que atuavam na sua família e sobre a antiga cidade de Sodoma; por isso, embebedaram o seu pai, a fim de gerarem filhos, como Amon e Moabe, frutos de incesto. (8) Eles dão continuidade à maldição dos antepassados, como foi o caso de toda a descendência de Cão, que optou pelo espírito da perversidade. Toda a descendência dos cananeus estava sob a influência do espírito de familiar da perversidade sexual (Lv 18:3,4). A perversidade é o único pecado pelo qual Deus entrega a vítima três vezes ao domínio do mundo das trevas, de tal maneira que somente no auge da sua morte (se houver arrependimento e conversão) a pessoa é liberta desses males; veja você mesmo: (1) Romanos 1:24: “Por isso (1) Deus os entregou, às concupiscências de seus corações, à imundícia, para que os seus corpos sejam desonrados entre si. (2) Romanos 1:27,28: “Pelo que Deus os entregou a paixões infames. E assim como eles rejeitaram o conhecimento de Deus, Deus, por sua vez, (3) os entregou a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não convêm”.
Mas, Jesus nos deu autoridade sobre os demônios: Mateus 10:1: “E, chamando a si os seus doze discípulos, deu-lhes autoridade sobre os espíritos imundos, para expulsarem, e para curarem toda sorte de doenças e enfermidades.” Espíritos malignos familiares voltam de onde saíram com mais sete piores: Mateus 12:45: “Então vai e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entretanto, habitam ali; e o último estado desse homem vem a ser pior do que o primeiro. Assim há de acontecer também a esta geração perversa.” Lucas 11:26: “Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e o último estado desse homem vem a ser pior do que o primeiro.” A questão da autoridade sobre os demônios não foi facilmente compreendia: Marcos 1:27: “E todos se maravilharam a ponto de perguntarem entre si, dizendo: Que é isto? Uma nova doutrina com autoridade! Pois ele ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem!” O poder sobre espíritos imundos foi dado por Cristo temporariamente, aos seus discípulos; mas depois esta autoridade foi outorgada definitivamente: Marcos 6:7: “E chamou a si os doze, e começou a enviá-los a dois e dois, e dava-lhes poder sobre os espíritos imundos...”. Os fariseus não entendiam como ele tinha autoridade sobre os espíritos imundos: Lucas 4:36: “E veio espanto sobre todos, e falavam entre si, perguntando uns aos outros: Que palavra é esta, pois com autoridade e poder ordena aos espíritos imundos, e eles saem?” A questão da libertação é como cura: Lucas 6:18: “e os que eram atormentados por espíritos imundos ficavam curados.” Doenças operadas por espíritos malignos familiares: Lucas 7:21: “Naquela mesma hora, curou a muitos de doenças, de moléstias e de espíritos malignos; e deu vista a muitos cegos.” A Associação entre espíritos malignos familiares e enfermidades femininas: Lucas 8:2: “bem como algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual tinham saído sete demônios.” Espíritos familiares são também chamados de demônios e de espíritos maus: Atos 5:16: “Também das cidades circunvizinhas afluía muita gente a Jerusalém, conduzindo enfermos e atormentados de espíritos imundos, os quais eram todos curados.” Atos 8:7: “pois saíam de muitos possessos os espíritos imundos, clamando em alta voz; e muitos paralíticos e coxos foram curados.” Atos 19:12: “de sorte que lenços e aventais eram levados do seu corpo aos enfermos, e as doenças os deixavam e saíam deles os espíritos malignos.” Havia outros profissionais em exorcismo nos dias apostólicos: Atos 19:13: “Ora, também alguns dos exorcistas judeus, ambulantes, tentavam invocar o nome de Jesus sobre os que tinham espíritos malignos, dizendo: Esconjuro-vos por Jesus a quem Paulo prega.” Doutrinas de demônios são citadas pelos próprios demônios e contradizem os homens de Deus: 1 Timóteo 4:1: “Mas o Espírito expressamente diz que em tempos posteriores alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios.” Os espíritos humanos santos e os espíritos humanos ímpios não ficam vagando no mundo: Hebreus 12:23: “...à universal assembléia e igreja dos primogênitos inscritos nos céus, e a Deus, o juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados”. Os espíritos malignos dos dias anti-diluvianos estão presos em cadeias, e sobre estes Jesus apregoou o seu triunfo: 1 Pedro 3:19: “...no qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão...”. Não devemos crer em todo espírito, mas devemos provar a todos: 1 João 4:1: “Amados, não creiais a todo espírito, mas provai se os espíritos vêm de Deus; porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.” A fonte de operação dos espíritos malignos familiares: Apocalipse16:13: “E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta, vi saírem três espíritos imundos, semelhantes a rãs”. Espíritos malignos operam sinais e prodígios: Apocalipse16:14: “Pois são espíritos de demônios, que operam sinais; os quais vão ao encontro dos reis de todo o mundo, para os congregar para a batalha do grande dia do Deus Todo- Poderoso”. A vitória de Cristo sobre todos os tipos de espíritos malignos. Jesus foi ungido para vencer a morte e o Sheol (Is 61:1; Jo 6:27; At 2:24-32). A missão de Cristo na ocasião de sua morte era libertar os cativos e proclamar abertura de prisão aos justos que estivessem presos ali. Por isso Samuel jamais esteve com Saul. Ninguém podia sair do Hades a não ser por meio da ressurreição. Samuel estava preso no Hades, mesmo sendo um justo. Os santos justos permaneceram lá no Hades até o aparecimento da Luz (Is 9:1-2); a luz apareceu diante deles quando eles ainda estavam nas sombras das trevas e da morte.
DR ALDERY NELSON ROCHA
TEXTO DA BIBLIA ALPHA - VT

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Halloween festa cultural ou diabólica?

Todo ano acontece a mesma coisa: crianças fantasiadas saem pela vizinhança batendo de porta em porta e dando duas opções: ou recebem gostosuras (doces) ou farão travessuras. Trata-se do Halloween. A data é celebrada em 31 de outubro e é muito forte na cultura norte-americana – que tem exportado a “brincadeira” para muitos lugares. Por lá, a tradição chegou em meados do século 19, levada pelos imigrantes ingleses.
A festa teve origem entre o povo Celta e estima-se que tenha mais de 2,5 mil anos. Os celtas acreditavam que espíritos saiam dos cemitérios para se apossar dos vivos. Para espantar esses espíritos, eles colocavam em suas casas caveiras, ossos decorados, abóboras e outras coisas assustadoras.
Decoração macabra
Atualmente outros símbolos também são usados nas decorações de Halloween, mas sempre seguindo a mesma relação com a origem da festa, que é a morte.
Nos Estados Unidos, algumas famílias costumam colocar bonecos que representam pessoas mortas em seus jardins e cercas (imagem acima). Porém, este mês, em Chillicothe, no estado de Ohio, o cenário fictício de horror tornou-se real, mas, por causa das comemorações, ninguém percebeu que o corpo de uma mulher em uma cerca era de verdade.
 Rebecca Cade, de 31 anos, foi assassinada pelo namorado, Donnie Cochenour Jr., de 27. O corpo dela ficou por 24 horas pendurado no local, e foi um cachorro que passeava com o dono que percebeu que era mesmo um cadáver. O corpo de Rebecca tinha marcas de espancamento e indícios de mutilação, e estava tão desfigurado que os moradores da região afirmaram que não dava para distinguir se era um homem ou uma mulher.
Alerta
Confundir o corpo de uma pessoa brutalmente assassinada com um item de decoração só revela o teor macabro por trás da celebração de Halloween.
Ter cuidado com tradições contrárias à Sua Palavra sempre foi um alerta dado pelo próprio Deus, desde o princípio, quando Ele orientava o Seu povo a não se contaminar com os costumes de outros povos (Levítico 18.30).
Até mesmo o apóstolo Paulo teve esse cuidado com a Igreja. Ele estava preso, mas teve notícias de que falsas doutrinas estavam sendo ensinadas aos cristãos em Colossos e enviou-lhes uma carta de alerta“Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo...” Colossenses 2.8
O mesmo alerta continua valendo hoje para todos os cristãos: cuidado com os costumes das sociedades em geral, principalmente com aqueles que, ao longo dos séculos, foram ganhando uma roupagem “cristã” para atrair mais simpatizantes.
A fé que agrada a Deus precisa manter-se simples e livre de toda impureza, livre de tudo aquilo que é contrário à Sua Palavra. Estude a Bíblia, blinde a sua vida espiritual e rejeite tudo aquilo que não tem vínculo algum com o Autor e Consumador da nossa fé, o Senhor Jesus.
Fonte:http://www.universal.org/noticia/2015/10/22/halloween-sera-que-sao-apenas-gostosuras-e-travessuras--34616.html

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Cobertura espiritual

cobertura
“Ai dos filhos rebeldes, diz o SENHOR, que tomam conselho, mas não de mim; e que se cobrem, com uma cobertura, mas não do meu espírito, para acrescentarem pecado sobre pecado.” (Isaías 30:1)
Cobertura espiritual é um assunto muito sério na Bíblia. Talvez esta seja a causa de muitos ministérios estarem fracassando hoje em dia.
Estar protegido por líderes tementes a Deus é um direito de todo cristão, embora muitos não saibam medir o valor desta bênção e se aventurem numa vida de independência ou na falta de aliança com um ministério pastoral.
Na sua Palavra, Deus estabeleceu guias para o seu rebanho, colocou sobre eles uma unção, deu-lhes autoridade sobre o inimigo e ordenou que as ovelhas andassem obedientes debaixo de sua direção:
“Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros.” (Hebreus 13.17)
Ministério Resgatando Vidas é uma igreja que reconhece a importância da cobertura espiritual e entende que Deus pode cuidar de um líder através de outro, que o ajuda, que o inspira e com quem preste contas. A cobertura espiritual é como um irmão mais velho, disposto sempre a estender a mão, a orientar e lhe apontar o melhor caminho.
Fonte:http://www.mirv.com.br/teste/index.php?option=com_content&view=article&id=26&Itemid=55

sábado, 15 de agosto de 2015

O QUE É UMA VISÃO ESPIRITUAL



Visão espiritual envolve ver além do mundo natural para o mundo espiritual. É compreender o divino propósito de Deus e reconhecer sua parte no plano Dele.

Crentes que estão espiritualmente “perecendo” estão em uma das seguintes categorias:

• Eles não têm visão espiritual.
• Eles receberam uma visão espiritual mas têm sido desobedientes a ela.
• Eles têm uma visão, mas não sabem como cumpri-la. Eles têm tentado e falhado ou talvez nunca tenham tentado de fato.
Visão espiritual providencia uma clara imagem do que Deus quer que você faça e então dirige cada passo de sua vida cristã para realizar este objetivo.

Continuação na Fonte abaixo:
Fonte:Estudos Bíblicos